HISTÓRIA


O evento nasce da vontade do Dr. Carlos Martins, presidente da direção da Associação Portas do Mar (APM), como forma de divulgação da infraestrutura recentemente criada no centro da cidade capital dos Açores, Ponta Delgada.

Foi no ano de 2015 que as primeiras corridas de Trail Run são organizadas na ilha de São Miguel, apesar de nos Açores já terem sido organizadas algumas corridas na ilha do Faial com o Azores Trail Run. As corridas nesta altura acompanham a evolução dos atletas locais e baseiam-se em distâncias na categoria de trail, abaixo da distância da maratona, os 42Kms.

As potencialidades geográficas, a beleza o risco e desafio da ilha de São Miguel deram o nome a esta prova atlântica, o EPIC Trail Run Azores.

O EPIC tem a sua origem numa parceria entre a entidade organizadora a Associação Portas do Mar (APM) e o Clube Açoriano de Todo o Terreno e Turismo (CATTT) com o apoio do Clube Desportivo Metralhas (CDM), que fruto de alguma experiência organizativa de outros eventos assume a responsabilidade da direção técnica da corrida, liderada por Alcino Pires (2015) e Bruno Fernandes (2016 e 2017). Em 2018 a direção técnica passa a ser responsabilidade do Clube Morcegos Trail assumindo a direção de prova Luís Onça.


1ª edição – 2015

Esta edição decorreu em 2 etapas, com uma corrida noturna no dia 10 de outubro, o EPIC15 e a corrida principal, o EPIC28, no dia 11 de outubro. O EPIC15 decorreu no Parque Florestal do Pinhal da Paz e redondezas. O EPIC28 teve partida no Pico da Barrosa e chegada nas Portas do Mar. Foi organizada no dia 10 uma EPICaminhada, com percurso circular, no trilho da Lagoa do Fogo no concelho de Vila Franca do Campo.

Esta edição teve a participação de cerca de 80 atletas. Teve como atleta convidado o ultra maratonista João Colaço.

2ª edição – 2016

Para a 2ª edição a prova cresceu em distância e dificuldade. Foram organizadas 2 corridas e a EPICaminhada. No dia 15 de outubro a corrida ultra do EPIC60 teve partida de Vila Franca do Campo, junto ao pavilhão Açor Arena com a Base de Vida montada no local de partida do EPIC30, a vila de Água de Pau. No dia seguinte a caravana do EPIC juntou-se, novamente, em Água de Pau para a EPICaminhada, num passeio de cerca de 10kms com a inauguração do novo trilho desenvolvido pela Câmara Municipal da Lagoa.

Esta edição teve a participação de cerca de 80 atletas.

3ª edição – 2017


Esta foi a afirmação do EPIC no panorama nacional da modalidade. Tendo a organização alterado a data da prova para Dezembro e sendo este mês a data da realização da final da Taça de Portugal na distância de trail pela Associação de Trail Running Portugal (ATRP), foram iniciados contactos com a direção e o governo regional de forma a trazer aos Açores os melhores atletas nacionais para disputar esta 1ª edição da final da taça.

Foi nesta edição que o EPIC cresceu para a categoria de 3 dígitos e para uma corrida de Ultra Trail Endurance, o EPIC100. Esta corrida teve partida no dia 01 de Dezembro na Lagoa das 7 Cidades às 00h00. Para a prova rainha da Taça de Portugal, o EPIC40_ATRP e para a corrida EPIC40_Open (atletas não finalistas da taça) a partida foi dada junto à praia de Água d´Alto no Hotel Pestana Bahia Praia, no concelho de Vila Franca do Campo. Às 10h30 foi dada a partida do EPIC15 no Parque Florestal do Cerrado dos Bezerros. Todas as chegadas foram concentradas na idílica Lagoa das Furnas, junto às caldeiras do cozido das Furnas.

Esta edição teve a participação de cerca de 500 atletas. Teve como atleta convidado o ultra maratonista Armando Teixeira

4ª edição – 2018

A edição de 2018, ao contrário da edição anterior, ficou marcada por uma volta de 180º na escolha do percurso, partindo a prova da Vila do Nordeste no sentido Este – Oeste em direção ao pavilhão Açor Arena em Vila Franca do Campo.

As condições climatéricas que se fizeram sentir no dia da prova foram excelentes, o que permitiu aos atletas desfrutar de toda a envolvência das paisagens deslumbrantes da ilha de São Miguel. Na memória ficaram as partidas do EPIC120 na Vila do Nordeste, a moldura humana das partidas do EPIC30 e EPIC15 na Vila de Água de Pau, o nascer do Sol no Salto da Inglesa e no PAC6 do Castelo Branco e as infinitas vistas da ilha a partir do Pico da Barrosa.

Foi a confirmação dos 3 dígitos no EPIC com mais de 70 inscritos no EPIC120, perto de 100 atletas no EPIC60, 180 atletas no EPIC30 e 180 no EPIC15, num total de 540 inscritos e 18 nacionalidades.

Para a posteridade fica o registo das 15h12 do atleta Madeirense Bruno Dantas no EPIC120.

5ª edição - 2019

A aposta foi na continuidade do trabalho realizado em 2018. Foram mantidos os percursos, à exceção do prova rainha que passou de 120 para 110 kms, com pequenas alterações nas restantes provas e a base da prova passou a ser totalmente no pavilhão Açor Arena em Vila Franca do Campo.

Nesta edição o número de atletas inscritos superou todas as melhores expetativas, foram registadas 709 inscrições, com 86 atletas estrangeiros de 21 nacionalidades. 118 atletas no EPIC110, 113 no EPIC60, 230 para o EPIC30 e 248 no EPIC15.

Destaque no EPIC110 para a vitória do francês Patrick Bohard do Team Hoka France com 12h56 e da renovação do título para a atleta local Vera Oliveira do CD Metralhas. No EPIC60 a vitória foi para o atleta espanhol basco, Zigor Iturrieta com 06h16 e a atleta francesa Manon Bohard 3ª da classificação geral. Para o EPIC30 foram vencedores Helder Pereira e Joana Esperançoso e no EPIC15 o espanhol Nicolás Garrido e Célia Neto.


Imprensa:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14